• Alessandra Castro

Nostalgia: COBOGÓ

Atualizado: Mai 13

Mais um elemento nostálgico que caiu em desuso or algumas décadas, mas que voltou com tudo há cerca de 4 anos, e provavelmente não sairá dos circuitos de design tão cedo: o Cobogó.

Da minha infância, me recordo dos cobogós feitos de cerâmica bruta, sem acabamento e bem rustico de cor avermelhada. Tenho certeza que você ja encontrou essas peças por aí. Veja a mesa que os irmãos Campana desenharam com inspiração nesses elementos, como uma forma de trazer memória, sensações e contar um pouco de história.

Mesa Irmãos Campana

Muxarabis Árabes

Seus criadores foram Amadeu Oliveira COimbra, Ernest August BOeckmann e Antônio de es. Com a necessidade de trazer maior conforto térmico às casas pernambucanas, em 1920 inventaram e patentearam o COBOGÓ, por ser um elemento vazado, possibilita a entrada de luz e ventilação natural, mantendo a privacidade dos moradores das casas e espaços públicos. Eles se inspiraram na beleza dos muxarabis árabes e nas treliças das janelas na época do Brasil colonial, como uma busca pela própria história.

Durante a construção de Brasília, os arquitetos Lucio da Costa e Oscar Niemeyer trouxeram o Cobogó para a construção dos prédios e acabaram popularizando o elemento.


Hoje em dia, eles são produzidos em diversos materiais, como cerâmica, madeira, cimento, mármore, vidro, resina, ferro, podendo ter um leque enorme de cores. No interior das casas e apartamentos tem sido muito usual na divisão de ambientes, sem dar a sensação de “clausura”, melhorando a amplitude dos espaços.

Falando sobre sustentabilidade, segundo a SustetArqui, o uso deste elemento atende a 3 pontos importantes da arquitetura sustentável: iluminação natural, ventilação natural e a valorização da cultura local.
“O elemento é uma identidade da arquitetura nacional. Criado para o clima tropical, proporciona eficiência energética pois filtra o sol e garante ventilação permanente, o que diminui a necessidade do uso de ar condicionado e iluminação artificial nas edificações.”

Efeito Luz Solar

O ponto mais mágico desse elemento, são os cenários que cria quando é iluminado, seja por fonte natural ou por fonte elétrica. Na situação de iluminação natural, os desenhos que o elemento vazado cria nas paredes e pisos, vai mudando no decorrer do dia, criado cenários e sensações diferentes aos usuários do espaço.


Se você curte Nostalgia na arquitetura e no design de interiores, não percam nosso post sobre outro elemento nostálgico: o Ladrilho Hidráulico


Separei as imagens como no post anterior, selecionei as que eu mais gostei, mas foi difícil, um mais lindo do que o outro! Inspirem-se...






Fachadas Externas


Varandas e Áreas Externas


Áreas Internas


Para você que quer conhecer melhor sobre os cobogós, encontrei um vídeo bem legal na internet, divirta-se!


Referencias:

www.anualdesign.com.br

https://sustentarqui.com.br

 

casalivread@casalivread.com.br

+55 11 95869-0547

Casa Livre Interiores © 2020 - Todos os direitos reservados